10 coisas que você precisa saber antes de ir para a África do Sul

Áfricadosul.jpg

A África do Sul é um país muito bonito e barato para se viajar. Porém, tem algumas coisas que se deve entender sobre a cultura e como as coisas funcionam por lá que podem evitar muito estresse durante a viagem.

1-Nada, absolutamente nada, tem um preço definido

Se tem uma coisa que aprendemos nesta viagem é que nada tem um preço, principalmente se eles percebem que você é gringo (se for branco piora ainda mais). Para não pagar preços absurdos de turista é importante dar uma pesquisada na média de preço. Por exemplo para campings chegamos a pagar 60 rands (14 reais) por pessoa para um camping bom mas chegaram a pedir 200 rands (48 reais) para um camping no mesmo nível. Sendo que 200 rands por pessoa era o preço que pagamos para vários apartamentos do airbnb.

Comprar souvenir é um desafio maior ainda. Eu queria um prato de parede para a minha mãe e vimos o mesmo prato por 200 rand, 100 rands, 80 rands. Quando você chega perto de uma das lojinhas ele já dizem é 100 rands mas para você eu faço por 80. Se você falar que não quer eles baixam para 70 e assim vai. No fim este mesmo prato compramos por 50 (depois de negociar muito).

2-Wifi é mais difícil que água no deserto

O hotel dizer que tem Wifi e o Wifi funcionar são coisas bem diferentes… Em compensação a cobertura de 4g é muito boa então vale a pena comprar um chip.

3-Ativar a opção sem pedágio no GPS pode ser roubada… O barato sai caro

Chegando perto de Joanesburgo tem muitos pedágios. Depois de pagar vários resolvemos colocar no gps para evitar e resumindo: fomos parar em uma rua cheia de buracos que além de nos fazer perder muito tempo e ser perigosa amassou a roda do carro e acabamos tendo que pagar o concerto que foi mais caro que os pedágios.

4-Os sites não são bem atualizados e ligar para confirmar preços é sempre uma boa ideia

Os preços nunca estão atualizados no site por isso é sempre bom ligar antes para confirmar. Várias vezes por ser inverno o preço acabava sendo mais baixo mas, quando eles falavam um preço muito mais caro nós falávamos que vimos no site que era mais barato. Como eu disse nada na África do Sul tem um preço.

5-O sotaque sul africano no inglês pode ser difícil de entender, fique atento antes de pegar tours

Teve alguns tours que eu achei um pouco difícil de entender o que o guia estava falando. Se o seu inglês não for fluente não aconselho fazer passeios como ir para Robben Island (ilha em que o Nelson Mandela ficou preso) ou pegar visitas guiadas em museus. Entender um sul africano falando inglês é bem mais difícil que um Americano, Inglês ou Australiano.

6-Tem que chegar no aeroporto 3 horas antes para voos internacionais

Na África do Sul são três horas antes para voos internacionais e duas para nacionais. E acredite quando eles falam, você vai precisar das três horas para se localizar nos aeroportos, principalmente no de Joanesburgo.

7-Tudo é mais barato no inverno

Viajar para a África do Sul no inverno (Julho) é bem mais barato do que no verão (Janeiro). Várias atrações tem especiais de inverno e acomodação chega a ser 50% mais barato. Sem falar que não precisa de tanto planejamento porque quase tudo está vazio, ou seja você pode ligar no dia para o lugar que quer se hospedar que muito provavelmente eles vão ter lugar. E o inverno é também a melhor época do ano para ver os animais, vários deles inclusive com filhotes! Vimos bebês elefantes, girafas, leões e leopardos.

8-Nada é bem sinalizado

Sinalização não é o forte dos sul africanos e isso complicou em vários momentos. O ideal é ter um bom GPS (google maps funciona muito bem) e não ter vergonha de perguntar para as pessoas que estão na rua.

9-Cuidado para não ser “multado” porque a polícia quer ser subornada

Nossa experiência com a polícia não foi muito boa, levamos uma multa por entrar em um lugar que não podia (sendo que a placa estava atrás de uma árvore e não dava para ler…). Quando o policial chegou primeiro disse que iria prender quem estava dirigindo e tínhamos que pagar uma multa de 10.000 rands ai falamos que queríamos ligar para a embaixada para ver nossos direitos e na hora o policial se tornou menos agressivo e falou que seria só uma multa de 5.000. Falamos que a placa estava caída que a gente não sabia e ele decidiu que a multa seria 2500 e ainda falou “ah, mas no dinheiro de vocês isso nem é nada né?”. Enfim esta é uma história longa que chega a ser engraçada e que vai ficar para outro post.

Depois disso conversamos com vários sul africanos e pessoas que moravam por lá e não sabemos se este foi o caso mas várias vezes os policiais te param por qualquer coisa esperando ser subornados.

Para evitar este problema mostre que vocẽ sabe dos seus direitos. Depois de levar a multa ficamos mais espertos e quando o policia parou dizendo que na áfrica do sul só se podia dirigir com carteira oficial do país já falamos que estava no site da embaixada que podia dirigir com carteira internacional e que ele podia ver o passaporte para ver o prazo de menos de 3 meses e que qualquer coisa ligavamos para a embaixada.

Outra coisa que descobrimos é que um policial não pode te multar sem estar com o uniforme completo (isso inclui o crachá com o nome) e ele não pode te obrigar a dar uma carona para ele até a delegacia para te multar. Isso não aconteceu com a gente mas segundo os moradores da áfrica do sul é comum ter policiais fake tentando conseguir propina (por isso tem que prestar atenção no crachá) e que você não é obrigado a dar carona até a delegacia como às vezes eles pedem.

10- Todo mundo quer Gorjeta

Gorjeta é muito comum na África do Sul, nos restaurantes normalmente é 10% do valor da conta, para frentista de posto de gasolina nós normalmente dávamos 5 rands e para os cuidadores de carro da rua 2 rands.




2 thoughts on “10 coisas que você precisa saber antes de ir para a África do Sul

Deixe uma resposta