A verdadeira história da Pequena Sereia

Copenhague.jpg

Latitude: 55°40′ N

De tantos cantos do mundo para o conto da pequena sereia surgir, eu nunca iria imaginar que ela vem de um lugar tão frio. A Dinamarca- mesmo não ganhando da Suécia- é mais um cantinho congelante do planeta. Chegamos lá com -2 graus, mas durante o dia pegamos até temperatura positiva: 1 grau! Quase verão depois dos -20…

Copenhague é uma cidade maravilhosa! Sem dúvidas gostaria de ter passado mais de um dia lá. Mas como foi uma parada de última hora já fico muito feliz de termos tomado a decisão, mesmo que forçadas pelos horários de trem, de passar um dia lá.

Viagem para Dinamarca.jpg

 

Entre tantas opções de o que fazer escolhemos caminhar até a estátua da pequena sereia. Uma homenagem a Hans Christian Andersen criador da versão original do famoso conto de fadas. Como a maior parte das histórias infantis, quando criado não era assim tão mágico. No caminho até a pequena sereia paramos um uma pequena biblioteca dentro de um barco. Conhecemos uma moça muito simpática que nos contou um pouco sobre a verdadeira história: A bruxa não era má, era apenas uma feiticeira e nunca pegou a voz da pequena sereia. Na história original toda magia tinha um preço, ela podia ter pernas, mas seria muito dolorido para andar. A dor era tão forte que a pobre seria não conseguia falar. Outro fato triste da história é que mesmo ela salvando o príncipe ele não se apaixona por ela, o que a faz virar espuma no mar. A moça também nos contou algumas curiosidades da estátua da pequena serias; que não só teve sua cabeça quebrada algumas vezes como teve as fotos banidas por semana do facebook como pornografia.

Verdadeira pequena sereia

A chegada na pequena seria foi não só o fim da nossa caminhada como o fim do nosso  “pit stop” na Dinamarca, um lugar que eu quero muito voltar com mais tempo e de preferência no verão!

17 thoughts on “A verdadeira história da Pequena Sereia

    1. É um lugar um tanto frio para se imaginar uma história de sereia… também não sabia que ela era de lá! Me arrependi de não ter passado mais tempo, adorei recomendo muito uma viagem para lá! bjs

    1. Pois é, as versões originais nunca são tão mágicas… Acho que ela não tinha nome na história original!! Fico super feliz que tenha gostado e desculpa a demora para te responder, não sei o que aconteceu que me perdi e não vi seu comentário 🙁 normalmente sou rápida para responder! Beijos

  1. Em Blaubeuren aqui na Alemanha também tem um lago com a história de uma sereia, mas claro, não tão triste assim. Não imaginava que a sereia que originou a história da Disney era dinamarquesa… vivendo e aprendendo, não é?
    Beijos

Deixe uma resposta