Austrália,  outros

Nem tudo que te pica na Australia mata- ainda bem

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

acidente com uma arraiaQuem acompanha a página do blog no Facebook sabe que eu estava na Austrália e que um dia antes do ano novo tive um pequeno acidente com uma arraia. Um pé machucado, uma nova hashtag no facebook #ARaiaNãoVaiVencer e um tour por muitos hospitais da Austrália.

Também vieram muitas perguntas: Como aconteceu? Você estava mergulhando com arraia? Não foi isso que matou o Steve Irrews? Não é venenosa? Você não vai morrer né?

Eu sou apaixonada por conchas e na Marriott beach em Jervis Bay onde eu estava havia conchas maravilhosas. Eu estava caminhando no raso procurando por conchas quando aconteceu. A dor foi tão forte que eu nem olhei para ver o que era, até perdi meu chinelo. Isso foi um grande erro, quando algum bicho te pica você tem que olhar para ver o que é. Na minha cabeça passou até caranguejo gigante, mas nem em sonho uma arraia. A sorte foi que o pessoal que estava em volta viu o que era.

No meio da confusão me falaram que o que me picou foi uma stingray. Esse foi o meu primeiro aprendizado, descobri como se fala arraia em inglês. Como antes do acidente eu não tinha ideia do significado desta palavra, continuei perguntando: o que é uma stingray? A resposta não podia ser pior: ninguém lembrou do tio raia do Nemo. O que me falaram foi: Ah Stingray é o animal que matou Steve Irrews, o caçador de crocodilos. Depois desta frase meu desespero só aumentou eu achei que ia morrer, não parava de falar: Eu estou na Austrália, todos os animais aqui são estranhos e venenosos, eles querem me matar.



A ambulância demorou para chegar, por via das dúvidas enfaixaram minha perna para a pequena chance de ser uma especie venenosa. Foram 20 minutos com uma dor agoniante, não diminuía, era como ondas de dor que chegavam cada vez mais fortes. A explicação para a demorar foi que passaram alguém na minha frente porque eu não corria risco de vida o que me deixou um pouco mais tranquila. Veio um grupo de policiais ver o que estava acontecendo. A policial segurou minha mãe, perguntou meu nome, de onde eu era, tentando me fazer esquecer da dor que não passava.

Meu segundo aprendizado foi: sempre ter e principalmente saber usar o seguro saúde. Eu tinha o seguro mas não tinha ideia de como usar, ou para onde ligar (já que o papel não estava comigo na praia). 3 da manhã no Brasil e eu acordando a agente de turismo para pedir ajuda.

A ambulância chegou e para minha surpresa o procedimento era bem mais fácil do que eu imaginava. Água quente tira o veneno da arraia e fez a dor parar super rápido. Eu já estava pronta para a próxima, fui super bem atendida o único problema era o repouso que eu deveria fazer e obviamente não ia acontecer na noite de ano novo.

Foi ai que começou a brincadeira no Facebook #ARaiaNãoVaiVencer. Eu fiz um post na página do blog contando o que aconteceu e falando que eu já estava bem. Logo vieram me questionar se estava certo falar Raia e não Arraia. Mais um aprendizado com essa história: além de não saber o nome do bicho em inglês em português é ainda mais confuso. A língua portuguesa aceita os dois, ou seja pode ser raia ou arraia.Captura de tela 2017-02-28 17.57.16.png

Foi um susto grande mas eu não deixei a raia vencer. Fui viajar e fiz tudo até que infeccionou, e eu acabei conhecendo muito mais hospitais na Austrália do que eu gostaria. 60 dias depois e esta semana o machucado fez casquinha. Eu tive sorte, passou perto do tendão mas não afetou nada. 5 tipos de antibióticos, dois exames de sangue, dois raio x, milhares de médicos dando sempre opiniões diferentes e muito tempo de sapatos feios, acho que semana que vem já posso voltar a usar sapatos fechados. #ARaiaNãoVenceu

ps: Queria aproveitar este post para agradecer todas as mensagens de carinho e todos os amigos que ficaram super preocupados com o meu pé depois do acidente com uma arraia!

 



 

Você gosta das nossas dicas do Qualquer Latitude? Nos ajude a crescer reservando o seu hotel no booking aqui pelo blog! Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a ir cada vez mais para novas latitudes <3 Booking.com

Leia também:

Brincando com cangurus

Abraçando um coala

Beijando um Golfinho em Coffs Harbour

Road Trip de Sydney para Brisbane

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

44 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *