Tragédia ambiental- Barragem de Brumadinho

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Não é novidade que a tragédia envolvendo a barragem Brumadinho chocou e continua chocando cada dia mais. Desde a última sexta feira, as notícias correm Brasil afora trazendo a triste realidade que encaramos novamente com esse desastre. “Novamente”, porque há pouco mais de três anos vivenciamos o mesmo pesadelo com a tragédia de Mariana: a mistura do desastre humano com o maior desastre ambiental da história do país.

Mas por que devemos nos preocupar ainda mais com o rompimento da barragem Brumadinho?

Foto: Aislan Henrique

A questão dessa vez engloba, primeiramente, a perda humana que foi ainda maior que em Mariana. Já foram confirmados 60 mortos, fora os centenas de desaparecidos. Na questão ambiental, a tragédia da barragem Brumadinho, apesar da lama não carregar tanto minério quanto em Mariana, ainda causa um impacto ambiental fortíssimo e de extrema dificuldade de recuperação. E, acreditem ou não, o diretor da Vale disse que este não é “um desastre ambiental”.



Barragem Brumadinho
Bombeiros trabalham no resgate de vítimas em Brumadinho – foto: Washington Alves/Reuters

Além do óbvio que temos visto em todas as manchetes, a tragédia de Brumadinho deve preocupar ainda mais porque ela não é a primeira e nem será a última.

Não fazem muitos anos desde a tragédia de Mariana, onde as vilas atingidas continuam até hoje encobertas de lama como se o desastre tivesse ocorrido ontem, que o Brasil está longe de ter o preparo necessário para lidar com primeiramente o processo de mineração, que necessita muito mais investimento seja em tecnologia, seja em supervisão; com a questão ambiental, porque realmente dá a impressão que despejar toneladas de minério nos rios e mares brasileiros é aceitável e “foi apenas um acidente”, quando nós sabemos que a questão ambiental é deixada de lado na grande maioria dos projetos. E por último, o que talvez me dói ainda mais, é a falta de equipamento e de tropas brasileiras capacitadas para o resgate dos brasileiros afetados na tragédia da barragem Brumadinho. 

O que nos resta é esperar melhoras tanto do pensamento das companhias brasileiras tanto do governo para que não nos deparamos mais com outras Marianas ou outros Brumadinhos.



Gostou desse post? Leia também:

Você só aprende a valorizar o ar depois de morar na Califórnia em época de queimadas

Você gosta das nossas dicas do Qualquer Latitude? Nos ajude a crescer reservando o seu hotel no booking aqui pelo blog! Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a ir cada vez mais para novas latitudes



Booking.com

Bruna Martines

Estudante de Engenharia Ambiental na USP em graduação sanduíche na École des Mines de Nancy

Instagram @allweneedtonightislove #brubruDD

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *