Carma do Brasil x Alemanha- O que podemos aprender com isso?

Rio2016 ...

Entre os voluntários das Olimpíadas o comentário era o mesmo: o que fizemos para a Alemanha? Isso é um carma do Brasil? Vôlei, futebol… tudo acaba em Brasil e Alemanha e, no final, a gente perde.
Ninguém gosta de ver seu time perdendo, principalmente em jogos importantes como as Olimpíadas e a Copa do Mundo. Já me peguei pensando várias vezes em como seria se o 7 a 1 fosse ao contrário, com uma bela vitória brasileira. Como iriamos nos comportar? Provavelmente seria uma festa enorme e um motivo para tirar sarro para sempre dos alemães, não deixaríamos barato, afinal… perder de 7?
Fui para a Alemanha duas vezes, uma um ano antes e outra um ano depois da Copa do Mundo. Na primeira vez, quando alguém me perguntava de onde eu era, ao ouvir “Brasil’’ o assunto virava instantaneamente futebol. Elogiavam os jogadores e estavam ansiosos pela chegada da Copa. Na segunda vez, depois do nosso vexame no maior evento de futebol do mundo, toda vez que eu falava que era brasileira o assunto virava praia, festa… qualquer coisa que não fosse futebol. Às vezes eu percebia pelo olhar da pessoa um “Que peninha de você, mas não vou falar de futebol”. Ninguém sequer mencionou a perda do Brasil. Será que se a vitória fosse brasileira nós saberíamos diferenciar o futebol da vida cotidiana e saberíamos respeitar o time que perdeu?
De toda minha experiência nas Olimpíadas só teve uma coisa que realmente me incomodou: as vaias da torcida brasileira para atletas de outras nacionalidades. Tem que torcer, gritar, se emocionar pelo seu time. Mas precisa vaiar o outro? São todos atletas que dedicam anos de suas vidas para estar ali, fazendo seu trabalho e nos proporcionando um belo espetáculo. Merecem ser respeitados.

Torcida
Depois do jogo da Larissa e da Talita contra a Alemanha no vôlei de praia, encontrei um grupo de torcedores alemães que pararam para trocar pins comigo (ainda vou fazer um post contando mais sobre a tradição de trocar pins durante as Olimpíadas). Enquanto um deles decidia qual pin queria eu brinquei falando “Estamos nos acostumando a perder para vocês”. Ele sorriu e falou ‘’Não se preocupe, vocês ainda têm muita chance de medalha. O Brasil vai ganhar hoje à noite no jogo contra os Estados Unidos e a final vai ser Brasil e Alemanha!’’.
A tão esperada final chegou. Dois times muito fortes, as meninas dos dois times eram atletas simpáticas e batalhadoras. As alemãs, sem dúvidas, foram a equipe que mais treinou na área de treino da arena. Estavam lá todos os dias. E as brasileiras, cotadas para o ouro, depois de fazer um ótimo trabalho na temporada, conquistaram o público com sua simpatia. Um jogo bonito que acabou em ouro para a Alemanha e prata para o Brasil. Perdemos para a Alemanha de novo, mas sem dúvida podemos tirar uma boa lição das derrotas e aprender com eles a sermos vencedores humildes e torcedores respeitosos.

6 thoughts on “Carma do Brasil x Alemanha- O que podemos aprender com isso?

  1. Que excelente ponto de vista e que bonito relato!

    Fato, nós brasileiros temos essa mania feia de se divertir com as “dores” do outro e sempre querer ser superior e ótimo exemplo esse que a Alemanha vem nos ensinando!

    Adorei o post!

  2. Não havia parado para pensar assim, mas realmente… O povo Brasileiro precisa há muito aprender um pouco mais de noções de humildade, somos tão arrogantes e descarados(sim!) muitas vezes. Não valorizamos o esforço alheio,quando há tanto, tantos valorizam nosso trabalho. Para mim, é uma vergonha!

Deixe uma resposta