Post Fotográfico- Um dia em Colônia

Latitude: 50°56′32″ N Uma noite no trem, uma chegada de madrugada e uma mãe enlouquecendo no Brasil.12 de fevereiro em Colônia, menos de duas semanas depois dos atentados na cidade lá estava eu sozinha na estação de trem. Esperei amanhecer para ir até o hostel deixar a mochila e aproveitar o meu pouco tempo na cidade. Uma parada de um dia, mas foi o suficiente para conhecer e me encantar pela cidade alemã. Toda estilo Medieval é a cidade mais antiga[Read more]

Segredos de Berlin

Latitude: 52° 31′ N Vou começar a contar sobre Berlin pela nossa chegada, que foi um tanto conturbada. Todos os trens da Escandinávia tinham Wifi então acabamos mal acostumadas e levamos isso como regra. Sempre olhávamos como chegar nos hotéis já no trem, mas desta vez o trem não tinha internet. Lá estávamos nós 11 horas da noite em uma estação de trem quase deserta sem saber para que lado ir. Conseguimos fazer uma rápida pesquisa no google do lado de[Read more]

A verdadeira história da Pequena Sereia

Latitude: 55°40′ N De tantos cantos do mundo para o conto da pequena sereia surgir, eu nunca iria imaginar que ela vem de um lugar tão frio. A Dinamarca- mesmo não ganhando da Suécia- é mais um cantinho congelante do planeta. Chegamos lá com -2 graus, mas durante o dia pegamos até temperatura positiva: 1 grau! Quase verão depois dos -20… Copenhague é uma cidade maravilhosa! Sem dúvidas gostaria de ter passado mais de um dia lá. Mas como foi uma[Read more]

Vida quase no Polo Norte

Latitude: 63°10’N. O frio de Estocolmo e Boulder foram só um aquecimento para Östersund – uma cidade no meio da Suécia, cinco horas de trem ao norte de Estocolmo. Um destino um tanto inusitado, mas o que a gente não faz para passar o ano novo com os amigos? O principal motivo desta viagem foi rever algumas amigas do intercâmbio. Entre a Austrália e o Brasil, achamos a casa da nossa amiga Sueca um bom ponto de encontro. O ano-novo[Read more]

Um dia e uma noite em Estocolmo

Latitude: 59°19′57″ N Minha primeira parada no mochilão foi a Suécia, direto ao mais frio! Assim tudo o que viesse depois seria tranquilo. Cheguei no hotel as 7 da noite e a cidade já estava escura. Aproveitei para dar uma voltinha noturna já que estava em uma área bem central. Ainda estava tudo enfeitado de natal, o que ajuda muito na hora de passear por uma cidade desconhecida. Enquanto tinha luzinha de natal eu sabia que estava no centro! Sem[Read more]

Um sentimento estranho de liberdade

Em uma viagem, há uns 8 anos, conheci no avião uma moça que estava voltando de um mochilão pela Europa. Não lembro o rosto nem o nome dela, mas lembro de ter ficado fascinada pelas histórias que eram muito parecidas com as que meu pai me contava de quando ele tinha mochilado por aí. Viajar sozinha e quase sem planos parecia algo tão aventureiro e para pessoas tão grandes… talvez em um futuro muito distante chegasse a minha vez. Mas[Read more]