Diário de uma Blueberry: a seleção

Character attendant Blueberry
Uniforme de blueberry <3

Ser character attendant é um sonho para vários participantes do programa de intercâmbio da Disney. Quando me inscrevi, não conhecia muito sobre esta função maravilhosa e nem imaginava o quão concorrida ela era. Não pedi para cair neste role, diretamente, mas depois percebi que muito do que eu falei desde a primeira entrevista me direcionava para ser character attendant.As entrevistas não seguem um padrão mas, para ajudar quem sonha em vestir o uniforme de Blueberry, neste post vou contar um pouco como foram as duas entrevistas da minha seleção e dar alguns detalhes do meu currículo que acredito que me ajudaram a ser selecionada.

Lembro que a Disney nunca deixa claros os critérios de seleção. Assim, não há garantia que todos os character attendants precisam ter estas características, ou que quem as tem vai ser selecionado para esta função. São apenas detalhes que, por coincidência ou não, falei nas entrevistas ou tinha no meu currículo e têm a ver com a função attendant.

Antes de continuar este post, se este é o primeiro que você está lendo sobre o programa de intercâmbio de trabalho na Disney, sugiro que leia o post explicando a linguagem da Disney antes, porque vou usar várias palavras que talvez sejam desconhecidas para quem não leu nada sobre o programa!

Quando se pensa em Disney, uma das primeiras coisas que passa pela cabeça é o ratinho mais famoso do mundo. É claro que estou falando do Mickey, carinhosamente apelidado de chefinho pelos Cast Members (nome dado a quem trabalha na Disney). Sim, nos últimos três meses eu trabalhei para o Mickey, cuidando e ajudando os meus personagens favoritos.

                      Na Disney quem é recém treinado usa junto da name tag uma fitinha escrito earning my ears (ganhando minhas orelhas). No meu primeiro dia de trabalho o Woody me contou que eu já tinha orelhas e podia tirar o escrito de que eu estava em treinamento!

Eu fui character attendant meio que por acaso. Não pedi para ser e, sinceramente, não sabia muito sobre esta função quando fui fazer a primeira entrevista.  Mas, logo naquela entrevista, contei para a entrevistadora que meu sonho era ser performer amiga da princesa Jasmine, embora soubesse que só americanos podiam fazer os personagens que falam. Então eu completei falando que tinha mantido performer como minha primeira opção porque era o que meu coração mandava, mas que não sabia se eu gostaria de ficar sem falar, já que sou super tagarela! Acredito que foi aí que ela me pré-selecionou para attendant, já que a função é conhecida como a “voz do personagem”. Mais uma vez, a Disney não divulga os critérios de seleção e muitos participantes acreditam que a primeira entrevista é mais para ver o nível de inglês e que a decisão de roles só ocorre na segunda entrevista. Mas, para mim, faz todo o sentido que eles já façam ao menos algumas anotações, do tipo: esta pessoa seria boa para tal função.

Entre as duas entrevistas, os participantes selecionados precisam enviar o currículo em inglês e uma carta de apresentação. Mais uma vez, no meu currículo eu tinha experiência como voluntária em escolas infantis, com crianças com necessidades especiais, o que mostra que gosto e tenho paciência com crianças. Outro aspecto que salientei no meu currículo é que tinha experiência com fotografia. Mas sabia que parte do trabalho de um character attendant é tirar fotos dos guests. Faço faculdade de Jornalismo, que está na área de comunicação, e minha experiência em serviços ao público incluía ter atuado como voluntária nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro. Na carta de apresentação do meu currículo, deixei bem claro que gostava e entendia diferenças culturais, que era comunicativa e não tímida.




Na segunda entrevista não há mais uma ordem de preferência, tem uma lista de funções e o candidato precisa indicar: alto interesse, médio, baixo ou nenhum interesse. Nesta fase eu não direcionei minha participação no programa a nenhum role. Quando me perguntaram qual era minha primeira opção eu disse que seria muito feliz sendo performer, character attendant, merchandise ou attractions. A entrevistadora não me deixou falar muito, mas, analisando o pouco que a gente conversou, vi que, sem querer, direcionei para este role maravilhoso (character attendant), falando bastante sobre a minha função nas olimpíadas, principalmente sobre momentos em que precisei manter a calma com pessoas mal-educadas. Minha entrevista não teve situação problema e nem foi direcionada para nenhum role, foi mais uma conversa. A entrevistadora, inclusive, me falou que, como eu estava no começo da faculdade, não era para eu me preocupar, se não fosse selecionada, que teria tempo para tentar de novo… Sai achando que não tinha passado, já que minha entrevista foi bem diferente da dos meus amigos. Quando recebi o famoso congratulations, nem acreditei!

Foi o meu primeiro ano tentando o programa e, para ser sincera, não tinha ideia de quão concorrido o programa ICP era. Senti como se estivesse fazendo o vestibular de novo, mas hoje vejo que valeu a pena cada frio na barriga e choro achando que não ia passar. Trabalhar na Disney foi um sonho realizado e ser attendant foi uma das melhores experiências da minha vida.

Este é o primeiro post da série diário de uma Blueberry em breve eu vou contar mais sobre o trabalho e o dia-a-dia de quem trabalha com os personagens mais famosos do mundo! Se você estiver pensando em tentar o International College Program e quiser receber um e-mail com o modelo de currículo e cover letter que eu usei não esqueça de se inscrever e se tiver mais dúvidas sobre o programa pode deixar nos comentários que eu vou respondendo!

 

Receba nossas dicas







Leia também:

Intercâmbio de trabalho na Disney

10 thoughts on “Diário de uma Blueberry: a seleção

  1. Oii Yasmin!
    Obrigada por compartilhar sua experiência! Fiquei bem animada porque eu tenho experiência em trabalhar com crianças por causa do Movimento Escoteiro, talvez isso me ajude nas entrevistas.
    Ah, também sou de Curitiba e estudo na PUC! 😀
    Tentei o ICP ano passado mas fiquei em SB na primeira fase. Espero que esse ano dê certo. 🙂

    Abraços!

    1. Que legal!! Durante as entrevistas tente comentar desta sua experiência! Tenho certeza de que vai te ajudar <3 Espero que este seja o seu ano!!
      Beijos

  2. Oi, blueberry!!!^^
    Acompanhei boa parte do teu programa pelo stories e confesso q CA é provavelmente o que mais quero fazer!
    Tenho algumas dúvidas sobre o curriculo, espero que possa me ajudar! Tu mencionou que fez trabalho voluntário e que isso talvez tenha te ajudado, né?
    Pois então, assim como a Bianca, que comentou aqui, eu fui escoteira e participei de diversos trabalhos e campanhas voluntárias, além do contato direto com os lobinhos, que são escoteiros “mirins” (6-10 anos), dá pra se dizer assim. Porém esse tipo de trabalho não gera “certificados” nem nada do tipo, ou seja, como incluir esse tipo de informação no curriculo???
    Além disso eu tive 3 tipos de trabalhos diferentes (atendente em lancheria de escola, maquiadora freelancer e fiscal no vestibular da UFRGS) mas sem carteira assinada. Como e onde incluir isso também? Tenho dúvidas se devo colocar como “informação adicional” ou em experiência profissional, mesmo que não eu não tenha nenhum documento físico (além de fotos) que comprove isso.
    Enfim, me desculpa pelo textão, mas é que eu sou uma NC muito ansiosa e cheia de dúvidas! kkkkkkkkkk
    Esse é minha primeira vez tentando o programa e sinto que vai dar tudo certo, esse é meu ano!!
    Agradeço desde já por se colocar à disposição pra esclarecer nossas dúvidas.
    Bjoss!!!

    1. Awww que fofa!! Fico super feliz que você tenha me acompanhado nesta jornada dos sonhos! Eu inclui o meu em trabalhos voluntários. Eu participei por alguns anos da PJM (Pastoral Juvenil Marista) e coloquei que participei de arrecadações de alimentos e campanhas por lá mesmo sem um certificado oficial. Quanto aos lobinhos e aos três trabalhos não tem ninguém que possa te dar uma carta de recomendação? Dificilmente alguém vai te pedir para comprovar então eu colocaria (se eles quiserem confirmar podem ligar nos lugares…)! Imagina faz parte de ser um NC estar mega ansioso e tem várias dúvidas… Sinto te informar mas é só o começo hahah mas vai valer a pena no final!! Beijos!

  3. OIII YASMINNN!
    Você comentou que estava no começo da faculdade quando tentou o ICP e eu estou com uma dúvida que talvez você possa me sanar.
    Eu posso tentar o ICP estando no primeiro período se no dia que for pra á eu já estiver no segundo? Ou melhor, terminando o segundo já?

    Muito obrigada, você é maravilhosa.

    1. Ooi! Tudo bem?? Eu estava no começo do segundo ano quando comecei o processo mas acredito que se na data de embarque vc já estiver no segundo semestre você pode tentar sim! De qualquer forma eu ligaria na STB para confirmar! Beijos

  4. Oii Yasmin, tudo bem?? Eu super acompanho seus posts no Futuros mas tenho um pouquinho de vergonha de comentar por lá. Fiz minha inscrição esse ano, já tentei o ICP antes e quero muuuuito ser Attendant ou Custodial. Muito mesmo!!! Sei como relacionar meu curso (cinema) a role e ando lendo bastante sobre ela, tanto no seu blog quanto a apresentação e wol’s dos outros attendants 17/18. Mas tenho dúvidas em relação a aparência, sorrisos e etc. Primeiro: Eu sou muito baixinha, geralmente dizem que eu me daria bem em Performer por causa da altura, mas eu não atuo e nem nada, então talvez eu não passasse no treinamento. Você já viu algum attendant baixinho?? Quanto a sorriso, não sou muito confiante com o meu porque meus dentes não são certinhos, você acha que isso poderia ser um problema já que estaremos sempre tão perto e interagindo tanto com os guests?? Vi também que os attendants estão adotando e vi o grupo do whatsapp que você colocou no futuros, ainda dá pra entrar? Caso você queira me adotar também super aceito hahah,.

    1. Ooi Luanna! Tudo bem sim e você?
      Primeiro eu queria te dizer para não pirar de mais com as coisas do Futuros ou ficar decorando as respostas. Tenta praticar o inglês e deixar correr naturalmente!
      Quanto a altura para performer, a única role que o tamanho de fato importa é esta para as outas vão pessoas de todos os tamanhos. Se você de fato não quiser ser Performer pode colocar nas últimas opções mas se for só medo de nunca ter atuado eu ficaria tranquila afinal, é para isso que existe treinamento não é mesmo? Eu nunca tinha sido Attedant antes de ir para Disney e aprendi tudo lá!
      Quanto aos dentes, os meus também estão longe de serem perfeitos, a Disney não é um concurso de beleza e a ideia do sorriso é demostrar felicidade e não ser perfeito! Fica susse porque o Disney look é só para padronizar cabelos e tatuagens e não para dizer quem pode ou não ganhar um concurso de Miss Disney!!

      Nós temos um grupo no whats e claro que você pode entrar!! Se sinta super adotada!!
      Beijinhos
      Yas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *