Conhecendo a Toscana

Sempre vi em filmes algumas cenas sobre a Toscana e moria de vontade de conhecer as vinícolas e ver pessoalmente as paisagens belíssimas. Durante meu intercâmbio na Itália, tive a oportunidade de passar alguns dias conhecendo a Toscana com um grupo de 55 estudantes.

conhecendo a toscana

A experiência foi uma das melhores que já tive pois além de nos divertimos muito juntos, fizemos alguns passeios que se não estivessemos em grupo teriam sido muito caros e também pois como a viagem foi relizada pela ESN de Padova, eles entraram em contato com a ESN de Siena e Florença para que os locais fossem os guias e nos mostrassem as cidades!

Saindo de Padova, fomos de ônibus para San Gusmé – uma pequena vila medieval e almoçamos por lá. A vila possui apenas um banco, um correio uns 3 restaurantes. Apesar de pequena, é bem acolhedora e tem vista para diversas plantações, o que da um ar romântico a cidade.

Seguimos com direção a Siena, cidade também medieval porém bem maior que San Gusmé.

Visitamos a Igreja de Santa Catarina – uma igreja completamente diferente de todas as que já visitei. Ao invés de ser muito decorada com ouro ou com detalhes arquitetônicos, ela possui bandeiras das 17 regiões que dividem Siena. Foi construída no século XII mas sua decoração interior é do séc XVII e possui um estilo minimalista.

Depois partimos em direção a Fonte Branda, depois para a Duomo de Siena – Igreja com estilo romântico e gótico e terminamos no Palazzo público na Piazza del Campo e por fim jantamos em um restaurante ao redor da piazza. Um lugar super agradável para conhecer e senti vontade de ter ficado mais um dia para poder aproveitar mais a cidade.

No dia seguinte fomos para uma vinícola “Fattoria San Donato” em San Giminiano. Fizemos um tour pelas plantações e pelos galpões e finalizamos com um brunch e degustação de vinhos.

A vinícola foi fundada em 1932 e hoje em dia produz 8000 garrafas de vinho por ano. Os vinhos levam os nomes dos familiares dos donos da vicícola, o que os tornam muito mais especiais.

Aprendi que primeiro devemos olhar para o vinho, cheirar, depois movimentar a taça para o ar entrar e deixar o aroma mais agradável, depois cheirar novamente e só então experimentar.

Partimos para San Giminiano, uma cidade pequena mas muito bonitinha. Nela conhecemos uma das mais famosas gelaterias da Itália e tivemos um encontro com o dono que nos explicou a diferença entre sorvete e gelato.

  • o que os diferencia é que o sorvete é mais industrializado e leva muito mais gordura na fórmula, enquanto o gelato deve ser feito no próprio dia do consumo e leva apenas ingredientes naturais (leite e fruta por exemplo).

Depois fomos para Florença – cidade grande e bem movimentada. Jantamos e no dia seguinte fizemos um city tour pela cidade. Passamos pela Catedral que é de tirar o fôlego, fomos até a ponte Vecchio e o Palazzo Vecchio. Passamos pela Piazza della Signoria e pela Torre de Giotto.

Foi uma viagem maravilhosa onde pude conhecer paisagens muito diferentes das do norte da Itália!



Se você gostou deste post Conhecendo a Toscana leia também:

Um dia em Milão

Organizando um intercâmbio universitário

 

Priscila Conte é curitibana, tem 22 anos, é estudante de Psicologia e escreve para o Qualquer Latitude como colunista.

Instagram: @prii.conte



One thought on “Conhecendo a Toscana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *