Do outro lado do Intercâmbio

15555887_993640677446012_1167646742_nSempre ouvi meus amigos falarem que gostariam de viajar, conhecer o mundo, fazer intercâmbio… não que eu fuja dessa realidade, há em mim também esse sentimento. Foi na AIESEC, organização mundial de intercâmbio regida apenas por estudantes, que encontrei uma outra maneira de conhecer o mundo, novas culturas, novas comidas, novas pessoas sem sair da minha realidade.

Foi em julho de 2016, no meio a provas e trabalhos que conheci a Federica, uma italiana de personalidade forte que estuda português e precisava de um lugar para ficar. Era a oportunidade perfeita. Virei host dessa menina incrível, que trouxe para a minha casa um pouco da Itália.

No começo foi estranho encontrá-la no meio da minha sala de TV  mas agora é estranho não tê-la por perto. Foi difícil no começo, o choque cultural foi grande. Eu podia ver que ela sentia muita falta de casa, porém essa fase não durou muito tempo. Logo a Federica já não era mais a italiana orgulhosa que costumava ser, aderiu ao jeitinho brasileiro e se tornou amante dos espetinhos e do dogão. Ela encontrou em Maringá uma família diferente, uma família composta apenas por jovens que buscam um futuro melhor para a sociedade. A família AIESEC acolheu Feds, como chamamos carinhosamente a Frederica, com o mesmo carinho que uma mãe acolhe seu filho.

A Feds foi apenas uma parte dessa experiência incrível que é trabalhar com intercâmbio. Conheci pessoas da Itália, da Suíça, fiz amizade com um francês com cara de emburrado, conheci uma das minhas melhores amigas que veio da Colômbia e uma pessoa incrível da Guatemala. Posso não ter saído do Brasil, mas posso dizer que já conheço muitas culturas através da AISEC

Conheci pessoas, gostos, comidas, culturas e a vontade de viajar só cresceu. Quero sair e descobrir mais sobre as coisas lá fora, e aos poucos estou deixando o ninho, me libertando das amarras, me preparando para a próxima aventura.

coluna-especial

mariana Mariana Midori Kawamura

@MidoriKawamura

Membro de iGV (Incomming Global Volunteer)- AIESEC 

11 thoughts on “Do outro lado do Intercâmbio

    1. Siim!! Eu só experimentei o lado mais “comum” de ser inetrcâmbista mas adorei o relato da Mari e quero ser Host algum dia!! Beijos

  1. Caramba! Que legal! Nem sabia que essa associação existia! Vivendo e aprendendo. Eu confesso que faço parte do agora imenso grupo de estudantes que sonha em conhecer o mundo, seja estudando, passeando… eu vou te contar que não sei como seria receber um estrangeiro na minha casa, mas meu primo teve essa oportunidade, ao voltar da Alemanha ele acabou recebendo um aluno de intercâmbio tb. Minha tia não curtiu mt, mas ele se amarrou… rs
    Bjks!
    http://www.mundinhodahanna.blogspot.com

    1. Sério?? Acho que seria uma experiencia super bacana! Eu quero muito ser host! Aqui no blog sempre tem dicas novas de destinos e dicas de como viajar economizando! Se você sonha em conhecer o mundo está no lugar certo!!! Se tiver qualquer dúvida ou precisar de ajuda pode contar comigo! Beijos

  2. Ir pra Itália parece um sonho! Imagino que deve ter se divertido um monte! Conheci esse ano a AIESEC e fiquei com muiita vontade de me voluntariar e conhecer lugares novos ao redor do mundo. Parabéns pelo blog. Beijão

    1. Muito obrigada!! A Itália é maravilhosa!!! A AISEC tem programas muito legais vale a pena dar uma pesquisada!!! Se tiver alguma dúvida sobre intercâmbio pode contar comigo para ajudar! Beijos

  3. Adorei ver esse outro lado. Eu sonho em fazer intercâmbio, mas nunca pensei que receber alguém também pode ser enriquecedor pra gente. Talvez eu faça isso quando tiver a minha casa. Vou até ler mais sobre a AIESEC e outras organizações parecidas aqui onde moro. *-*

    Beijos :*

    1. Eu já fiz intercâmbio e agora quero muito ser Host!!! A AIESEC tem programas super legais, vale a pena dar uma pesquisada! E qualquer dúvida que você tiver pode contar comigo!! Beijos

Deixe uma resposta