Era uma vez uma caderneta da Princesa Isabel

DSCF0079.jpg

Eu sempre gostei muito de história e desde pequena um dos destinos que eu mais sonhava em ir era para a Cidade Imperial: Petrópolis. Em uma viagem para o Rio de Janeiro, quando eu tinha 10 anos, passamos pela cidade.

O lugar me encantou e a ideia de uma familia real brasileira mais ainda. Eu também adorava lojas de suvenir e não poderia sair de lá sem nada. Comprei uma caderneta da Princesa Isabel, na época minha personagem histórica favorita. Além de princesa de verdade ela libertou os escravos. Mais tarde estudei toda a pressão externa para a libertação, que ela não era assim tão bondosa e muito menos uma Cinderela. Mas para a época o fato de ser princesa já era o suficiente para estar na capa de uma caderneta cor de rosa.

DSCF0131.jpg

Na viagem de volta vim desenhando e escrevendo no meu novo bloquinho favorito mas acabei esquecendo ele no bolso e foi para a máquina de lavar. Uma caderneta destruída, uma criança muito triste e a promessa de voltar um dia para Petrópolis para comprar outra.

Um outro motivo que a histórica cidade está na minha lista de lugares para voltar é porque não tive a chance de conhecer Teresópolis. Uma cidade menos movimentada que fica à 60 km de Petrópolis. Dá para ir de carro ou solicitar um serviço de transfer e, em uma hora e meia, se está na cidade que mistura cultura e natureza.

Entre tantos lugares que quero conhecer, ou voltar no Brasil, as cidades que envolvem história estão no topo da lista. Afinal, se nós brasileiros não nos importarmos com nossa própria história e cultura, quem vai se importar?

Deixe uma resposta