Esporte, lazer ou terapia?

27862399822_0614d5b436_o.jpg

Aumento da participação de mulheres em corridas de rua abre espaço para amizades e cria um novo nicho no mercado.

O público feminino vem crescendo nas corridas de rua nos últimos cinco anos em Curitiba. De acordo com a assessoria Nosso Time, que organiza algumas das corridas que acontecem anualmente na capital, o número de corredores aumentou e o número de mulheres está perto de se igualar ao de homens participantes. O público feminino cresceu em 10% representando 40% dos corredores.

Esse crescimento abriu um novo nicho de mercado com grupos e corridas exclusivas para as mulheres, como o The Running Moms, um grupo de mães de estudantes de um colégio particular da capital que resolveram começar a correr juntas durante o horário de aula dos filhos. O grupo começou com poucas participantes e acabou se tornando uma assessoria de corrida voltada às mulheres com mais de 120 alunas. “Não tínhamos a pretensão de abrir um negócio, queríamos apenas correr em horários compatíveis com a nossa rotina de mãe”, conta uma das sócias da assessoria Ana Paula Costódio.

A Corrida da Paz do Clube da Alice, um grupo no Facebook de mulheres, aconteceu no dia 11 de setembro e foi exclusiva para elas. “Alguns maridos de Alices acompanharam a corrida, mas sendo só mulheres competindo o clima ficou mais agradável, elas ficaram mais à vontade”, conta a sócia do Clube da Alice Thayza Melo. A vencedora da corrida, Rosangela Andrade, corre  desde 2004 e já perdeu as contas de quantas medalhas ganhou. Só neste ano, além da corrida das Alices, ela foi campeã nos 5km na Corrida Mais Marias, na Stadium Marathon e na prova da Track and Field. Além dos prêmios, Rosangela conquistou  o marido correndo. Os dois se conheceram em 2006  em uma corrida de rua e hoje estão casados e têm uma filha.

corrida-de-rua-paris

De Curitiba para Paris

Para muitas corredoras, a corrida vai além de um esporte, é um momento de lazer e de terapia com as amigas. Ivanir  Dedecek, 67 anos, conta que decidiu  praticar esportes aos  50 anos. Começou com a ginástica, passou para a musculação e, com incentivo dos amigos, realizou a primeira corrida de rua o que a levou a ser tornar corredora: “O percurso foi sofrido, mas no final a sensação de terminar foi tão boa que decidi correr”.

Ivanir foi uma das primeiras participantes do Duque Runners, grupo de corrida do clube Duque de Caxias. Nas primeiras competições corria  5km, passou para 10km,  e a grande superação foram os 16km na corrida Paris – Versailles, realizada este ano, em uma viagem com mais três integrantes do grupo. “Unidos pelo esporte e pela amizade, este é meu lema”

Outra corredora do grupo Duque Runners Liz Peres de Oliveira, 41 anos,  conta que a corrida, além de benefícios para a saúde, trouxe amigos que são quase uma família. A primeira vez que participou de uma corrida de rua foi na Fila Night Run de 5km em setembro de 2011. Em 2016 ela está comemorando cinco anos de Duque Runners correndo 16km em Paris.

 

Por: Yasmin Graeml, Stephanie Abdalla, Raphaella Piovezan e Talita Souza

33 thoughts on “Esporte, lazer ou terapia?

  1. Oie, tudo bem? Correr, caminhar, praticar esportes é sempre uma oportunidade de se manter mais saudável. Agora preciso reduzir alguns quilos, então intensifiquei as atividades. Seria melhor ainda se tivessem outras pessoas junto comigo. Achei muito legal esse grupo de mulheres, com certeza fazem companhia uma pra outra. Beijos, Érika *-*

    1. A minha salvação foi o circo, esta ai um exercício físico que amo fazer <3 achei bem legal fazer essa reportagem e conhecer esses grupos.

  2. Eu amo correr! A sensação de liberdade e dever cumprido que nos dá é maravilhosa! Ainda não participei de nenhuma corrida de rua, mas sou doida pra isso! Só tô esperando eu melhorar das crises de asma que com certeza vou me inscrever em alguma pra participar! Adorei seu post! Beijoooos

    1. Corridas de rua são muito legais!! Na verdade eu nem corro, eu pratico circo resolvi fazer a reportagem sobre elas porque é uma história super bacana! Mas já participei de duas corridas de rua no intercâmbio e me diverti muito, mesmo não conseguindo fazer o percurso inteiro correndo!

  3. Muito bom ver as mulheres ganhado cada vez mais espaço onde quer que seja. Me deu até vontade de correr depois de ler esse post, porque além de cuidar da saúde, parece que elas se divertem e fazem sempre novas amigas, né? Hahaha!
    Adorei o post, você escreve muito bem! 🙂

  4. Amei o post, fico feliz em ver que o publico feminino vem se expadindo e cada vez mais tomando seu espaço, é lindo de ver esse crescimento <3

    Realmente o esporte além de ser benefico a saúde, pode ser também um lazer, pois como dito no post se faz muitas amizades nesse meio. Achei mega inspirador, inclusive me deu mais vontade de iniciar alguma atividade.

    Beijos,
    pinguimtagarela.blogspot.com.br

  5. Achei muito bacana a ideia ♥ Correr é realmente uma terapia. Não tenho o hábito de fazer isso, mas sempre que penso no assunto ou saio por aí percebo que é um momento de ligação entre a gente e nosso corpo, as coisas que nos rodeiam. Caminhar, por exemplo, me remete aos pensamentos. Você acaba se sentindo mais leve e conhecendo pessoas muitos legais. Saber que o público feminino está abstraindo isso é melhor ainda.

  6. Acho muito legal a ideia de fazer esporte em companhia! Amo correr e só não faço muito por causa da correria da vida mas acho super importante com o organismo! Falando na linguagem da ciência, correr ajuda muitos neurônios a trabalharem e assim sua mente funciona mais veloz. Bjs

  7. Acho muito bacana quem participa dessas corridas, acredito que faria muito bem pra mim. Por enquanto vou apenas começar a me exercitar com meu namorado correndo por aqui mesmo para manter a saúde em dia.

    1. Eu não corro mas já participei de duas corridas e faz um mega bem para alma. São super animadas ainda mais pq fiz aquela de tinta, acho que vale a pena fazer uma algum dia!

  8. Acho esses grupos de corrida de rua muito legais. Primeiro porque você conhece pessoas, segundo porque se mantem saudável fisicamente e mentalmente. Deve ser ótimo para aliviar o estresse e ter aquela sensação de deve cumprido. Também achei muito legal a formação do grupo de mães para a corrida. Beijoos

  9. Acredito que todo tipo de esporte é uma terapia , a gente se sente leve , livre e tudo melhora dentro de nós
    principalmente o humor . Esses grupos de corridas são sensacionais né gostaria de ter coragem de encarar
    uma corrida assim como eles , por enquanto fico só na caminhada que já me faz muito bem ><

  10. Eu morro de vontade de participar de alguma corrida de rua, mas preciso de muito treino ainda rsrs
    Na época que fazia acadêmia eu até me inscrevi em uma mas não consegui ir no dia (não lembro pq).
    Agora que voltei a treinar estou planejando participar de alguma coisa mais no final do ano que vem 🙂

Deixe uma resposta