Você só aprende a valorizar o ar depois de morar na Califórnia em época de queimadas

queimadas na califórnia
O normal de ar saudável é entre 0-50… passamos de 250

Uma vez eu vi em uma loja de suvenir em Curitiba um produto que, na época, achei engraçado: “Ar curitibano enlatado”. Era uma latinha bonitinha, parecendo uma lata de sardinha, pintada com pinheiros, uma gralha azul, o museu do olho, o jardim botânico e outros pontos turísticos da cidade. Lembro de ter pensado: quem pagaria 15 reais por uma lata de ar? Bem, acho que no dia de hoje eu pagaria. Depois de uma semana sem ver o sol, não por estar nublado, mas por ter uma grande nuvem de fumaça sobre a cidade, definitivamente aprendi a valorizar o ar puro de cada dia… As queimadas na Califórnia deste ano já são as maiores, em termos de destruição, embora outras anteriores tenham sido maiores em área devastada. As outras grandes queimadas atingiram mais áreas florestais, ou seja, como não destruíram casas e cidades deixaram menos mortos e desabrigados e poluíram menos o ar já que as partículas queimadas eram apenas orgânicas.





Em Berkeley, estamos longe dos focos de fogo e não há grande risco de incêndio por aqui, apesar do clima também ser seco. Faz quatro meses que estou aqui e só teve uma chuva (muito leve) uma vez. Nunca imaginei que iria sentir tanta falta do clima curitibano, dá para acreditar? Parece brincadeira receber e-mails da faculdade avisando para você respirar o mínimo possível, ver as pessoas usando máscara na rua e perceber a diferença no ar ao entrar e sair de lugares fechados (e o ar do lugar fechado ser sempre melhor que o dos ambientes externos). As aulas e as atividades esportivas foram canceladas, a partir de ontem, e o campus está oferecendo apoio psicológico para alunos que perderam as casas e familiares na tragédia ambiental. O ar da Bay Area chegou a ser considerado nos últimos dias o pior ar do mundo.

Em outras partes da Califórnia cidades inteiras foram destruídas e milhares de pessoas estão desabrigadas. Uma das minhas amigas mais próximas aqui é do sul, de uma das áreas que foi mais afetada pelos incêndios recentes, isso depois de ter convivido, dias antes, com um atentado por um atirador em um bar, em que foram mortas várias pessoas. Ela começou uma campanha para ajudar quem perdeu tudo nos incêndios.

Normalmente, os posts do meu blog são alegres e falam de lugares e ocasiões legais para viajar. Este post, obviamente, foge deste padrão. Mas o momento exige. Por aqui, seguimos dentro de casa, na torcida por chuva e mandando muita energia positiva para aqueles que foram afetados mais diretamente, não só pela degradação da qualidade do ar que nos atinge, mas por terem perdido sua casa ou entes queridos neste que já é considerado o maior desastre natural da Califórnia. #PrayForCalifornia



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *