Um fim de semana na Ilha do Mel

Um fim de semana na ilha.jpg

A Ilha do Mel é um destino super indicado para quem gosta de natureza. Um dos lugares que prova que o Brasil é um país abençoado por Deus e bonito por natureza!  Tem dois jeitos de chegar lá: saindo de barco de Pontal do Paraná ou de Paranaguá. Os barcos levam para a praia de Brasília e para a de Encantadas, onde ficamos. Na Ilha não é permitido carro ou transporte de tração animal. O número de visitantes é controlado, 5.000 pessoas é o máximo que a ilha pode abrigar por dia. Como fomos em um fim de semana frio de outono o lugar estava bem vazio. Mas talvez essa seja a melhor época para ir. Cada trilha esconde um lugar paradisíaco, tem muita coisa para explorar, e no calor do verão fica difícil não ser seduzido pelo mar azul, perdendo as outras oportunidades que o lugar oferece.

Chegamos no fim da tarde de sexta feira. Pegamos o penúltimo barco de Pontal às 5 horas da tarde. O pôr do sol já nos conquistou no caminho para a Ilha. Ainda do barco conseguimos apreciar o  começo do espetáculo de cores do fim do dia. Achar a pousada não foi difícil, os nativos da Ilha são muito simpáticos e estão sempre dispostos a ajudar. A primeira pessoa a quem perguntamos logo falou: “Entra na triha do lado do mercadinho e segue as plaquinhas que você acha, está em um ótimo lugar, a Dona Isa é um amor. Você vai adorar lá”. Deixamos as malas e voltamos para apreciar o fim do pôr do sol na praia, com o mar e o porto de Paranaguá.

DSC_0371-2DSC_0405 Jantamos no restaurante da pousada. Todos os pratos que provamos estavam deliciosos, mas, se for para recomendar um, sem dúvida é a panqueca de palmito. Fomos caminhar por Encantadas à noite. Há pouca luz na maior parte dos lugares, dando uma chance às estrelas para virarem a atração principal da ilha depois que o sol se põe.

Nosso segundo dia foi longo e começou cedo. Saímos antes das 8 horas da manhã para tomar café na praia. Em Encantadas tem vários morros com trilhas fáceis e vistas incríveis. Aproveitamos a manhã para explorar a Gruta de Encantadas, aquela da lenda das sereias que contei no último post.

DSC_0456DSC_0479

Depois do café da manhã na praia, fomos pegar um taxi-barco para Brasília. Acabamos perdendo o barco das 10 horas e tivemos que esperara até 11:30. O que parecia uma coisa ruim acabou se tornando uma agradável caminhada em uma trilha pelo morro até a praia do Miguel, uma praia de pedras conhecida por ser um bom lugar para a pesca de tainhas.

DSC_0537

Chegamos em Brasília ao meio dia e fomos direto para o antigo Farol da Ilha. Construído na época do Brasil Império, o farol ainda está de pé. Hoje é um dos principais pontos turísticos da ilha. Depois de uma pequena caminhada pelo morro, proporciona uma vista em 360 graus da ilha. Não tem como não se encantar!

DSC_0571DSC_0578DSC_0583

Almoçamos e começamos a trilha pela praia até a fortaleza da Ilha do Mel. Uma caminhada de mais ou menos uma hora e meia, que pode ser feita inteira pela praia. Como tudo na Ilha do Mel, a caminhada termina com mais uma vista maravilhosa.

DSC_0625DSC_0683

Voltamos para Encantadas perto das seis horas da tarde. À noite, fomos conhecer os bares da Ilha do Mel. Em uma noite fria, de baixa temporada, não tem tanta gente por lá. Fomos muito bem recebidos nos três lugares que fomos conhecer: Shams Bar, Sushi Bar e Cavalo Marinho. Acabamos ficando para jantar no Shams e ouvir o Francisco Bahia cantar.

DSC_0438DSC_0433

No último dia, o calor resolveu aparecer. Deu até para entrar um pouquinho no mar. Foi um longo dia de praia, que acabou com mais um pôr do sol maravilhoso no barco, enquanto nos despedíamos da Ilha do Mel.

DSC_0760-2.jpg

3 thoughts on “Um fim de semana na Ilha do Mel

Deixe uma resposta