Validar ou não validar o ano de intercâmbio, eis a questão.

validar ou não o intercâmbioQuando fui fazer intercâmbio fiquei muito na dúvida entre validar ou não o intercâmbio. Acredito que esta seja uma dúvida frequente para pais e futuros intercâmbistas de High School, depois de muito pensar e conversar com professores percebi que “perder” um ano de colégio não iria atrapalhar minha carreira e acabei optando por não validar o ano. Para ajudar futuros intercâmbistas a tomar essa decisão fiz uma lista de prós e contras de validar ou não o intercâmbio como ano letivo.

Para começar é preciso pensar nas matérias obrigatórias, o MEC (Ministério de Educação) exige algumas matérias obrigatórias para validação como: Matemática, a língua local do país, uma matéria de estudos sociais (História ou Geografia), uma de ciências (Química, Física ou Biologia) e Educação Física. Algumas pessoas até conseguem validar sem essas matérias, mas torna o processo bem mais complicado e não é garantido que o ano será validado. Normalmente as escolas estrangeiras oferecem muitas matérias diferentes, e assim surge a primeira dúvida sobre a validação: Você está disposto a fazer essas matérias no Intercâmbio? Esse foi o principal motivo pelo qual resolvi não validar o ano e fazer disciplinas diferentes das tradicionais que sempre fiz no Brasil, foi um ano mais artístico que me dediquei a matérias como artes, teatro, culinária, etc. O número de matérias varia dependendo do país, na Austrália eram apenas 6 matérias, se eu fosse fazer as obrigatórias sobraria apenas uma eletiva diferente das comuns que eu faço todos os anos aqui no Brasil. Depois de voltar eu coloquei estas matérias no meu currículo como cursos extras feitos na Austrália já que não são matérias tradicionais no Brasil.

Outra coisa que é importante verificar antes de ir é se a sua escola aceita a validação. Tem algumas escolas que mesmo com as matérias obrigatórias não aceita o ano em um colégio estrangeiro, ou pede para fazer provas de na volta. Se na hora de voltar o ano não for contado como um ano letivo não tem porque ficar fazendo tarefa de casa de matemática durante o intercâmbio não é mesmo? 

Quando o ano é validado na volta você “perdeu” um ano de matéria, pois mesmo as obrigatórias não são todas as que temos no colégio e no vestibular brasileiro. A volta vai exigir muito estudo e dedicação para acompanhar a turma você está disposto a estudar e acha que vai conseguir acompanhar a turma?

A última questão a se considerar é em que ano você está do colégio. Se já tem o segundo concluído, validar é uma boa opção pois com um cursinho você já pode aproveitar os vestibulares de meio do ano (esse é o meu único drama em relação a não ter validado, passei de meio do ano na Puc e não posso começar o curso por não ter o médio concluído). Se esse for o caso vale lembrar de checar se tem vestibular para o seu curso escolhido na metade do ano. Se você for fazer o segundo ano fora eu volto a pergunta anterior sobre estar disposto a estudar para acompanhar a turma pulando do primeiro para o terceirão.

Estas foram as questões que eu levei em consideração na hora de decidir. Espero ter ajudado futuros intercâmbistas a tomar uma boa decisão sobre validar ou não o intercâmbio! 

Leia também:

Morando em uma Host Family

Frases para sobreviver o intrecâmbio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *